Amarrando um Nó

Gestão de Riscos

Segundo a norma ABNT ISO 31000, a gestão de riscos é definida como “atividades coordenadas para dirigir e controlar uma organização no que se refere a riscos”. A nossa Política de Gestão de Riscos traduziu esse conceito como o conjunto de ações direcionadas ao desenvolvimento, disseminação e implantação de metodologias de gerenciamento de riscos, objetivando apoiar uma
melhoria contínua de processos de trabalho, projetos e a alocação e utilização eficaz dos recursos disponíveis, contribuindo para o cumprimento dos objetivos empresariais.

Problema é um olhar para o passado | Risco é uma visão para o futuro

O gerenciamento de riscos é um importante processo que consiste no desenvolvimento contínuo de um conjunto de ações destinadas a identificar, analisar, avaliar, priorizar, tratar e monitorar eventos capazes de afetar, positiva ou negativamente, os objetivos, processos de trabalho e projetos, nos níveis estratégicos, técnico e operacional.

Cabe destacar que problemas são diferentes de riscos. Em nosso trabalho, os problemas, quando identificados, são considerados riscos concretizados. Nesse caso nosso foco vai além de apenas tratar ou resolver o problema efetivamente, trabalhando para identificar se existe a chance desse evento ocorrer novamente, sendo essa possibilidade futura tratada como risco. Nossa análise considera o efeito de diversas variáveis sobre os objetivos futuros, analisando causas e consequências de eventos incertos e hipotéticos.

 

Antecipar riscos é estudar o efeito das incertezas nos objetivos!
 

A adoção da gestão de riscos traz inúmeros benefícios, tais como:

  • Aumentar as possibilidades de atingir os objetivos;

  • Aprimorar métodos de governança proativa;

  • Antecipação na identificação de ameaças e oportunidades;

  • Prevenção de perdas e acidentes;

  • Estabelecer uma base confiável para tomadas de decisão;

  • Fornecer subsídios para elaboração de um planejamento estratégico eficiente;

  • Melhor eficiência na destinação dos recursos;

  • etc.

Sem conhecer e tratar os riscos envolvidos, o trabalho pode não atingir os resultados esperados!

Uma vez que já definimos risco como a possibilidade de que um evento interno ou externo ocorra e afete, positivamente (risco positivo ou oportunidade) ou negativamente (risco negativo ou ameaças) os objetivos, é preciso ter claramente identificado os objetivos do processo de gerenciamento de riscos, e o porquê desse processo existir, lembrando que o trabalho de avaliação de riscos é feito sempre em cima dos eventos que podem afetar os objetivos para o bem ou para o mal.

O ano de 2020 nos mostrou o quanto é importante um trabalho focado na gestão de riscos! As empresas que menos sentiram o impacto foram as que tiveram capacidade de reação rápida, baseadas em respostas assertivas diante aos eventos fortuitos que esse ano trouxe a todos. Enquanto muitas empresas se renderam ao medo fechando as portas, outras se reinventaram, com seus gestores buscando soluções e tomando decisões, muitas vezes difíceis, com um posicionamento firme frente ao inesperado.

Veja todos os serviços:

Consultoria Empresarial

Plano de Negócios

Controle de Qualidade

Estruturação Comercial

Gestão de Riscos

Gerenciamento de Perdas

Facility Management

Gerenciamento Predial

Governança Corporativa

Valoração de Empresas

Estruturação Financeira

Consultoria Tributária